Viajando com o Leiloando

San Jose – California

A cada quatro meses sou agraciada com uma semaninha de férias, quando não estou em uma ponte aérea de 24 horas até o Brasil (em voos com muitas escalas) consigo dar uma passeada pela Califórnia. O meu passeio até San Francisco pode ser conferido aqui. E agora falo sobre minhas aventuras no Vale do Silício.

Infelizmente passei apenas quatro dias inteiros em San Jose. A viagem de trem (mais econômica que voar) saindo de Los Angeles leva dez horas. Sim, quase o mesmo tempo que um voo direto LAX – GRU. Felizmente a classe econômica do trem é muito mais confortável que a equivalente em um voo e você tem chance de apreciar as lindas paisagens da Califórnia que incluem mar, deserto, plantações, cidadezinhas e algumas áreas meio sinistras.

Os principais passeios no Vale do Silício se resumiram a Winchester Mystery House e ao campus da Universidade de Stanford. Como San Francisco é incrivelmente perto pegamos o trem em um dia para assistir ao jogo do San Francisco Giants contra o San Diego Padres e em outra ocasião fomos de carro até San Fran para passar o dia.

San Jose é sem dúvidas uma cidade que se comparada a Los Angeles e San Francisco pode ser chamada de pequena. O centro abriga a maioria da diversão noturna, com variedade de pubs, restaurantes e bares que, assim como as outras regiões da Califa, fecham exatamente às 2 da manhã. Infelizmente não tive tempo para conhecer os museus, mas o transporte público é consideravelmente melhor que o de Los Angeles.

No primeiro dia fui até a Winchester Mystery House por ser a louca das histórias de terror. Fiz uma rápida pesquisa no Google e me inteirei sobre os valores dos ingressos e a história da casa. Comprei o que dá acesso a todas as partes da mansão possíveis de serem visitadas, e dura duas horas e meia, o que foi uma decepção.

SONY DSC

Além dos belos jardins a WMH tem uma arquitetura completamente inusitada, com uma escadaria que termina no teto (sem acesso a nenhum tipo de sótão), uma porta no segundo andar que abre para fora da casa, no melhor estilo desenho animado e escadas que dão voltas e voltas enquanto poderiam ser retas e chegar mais rápido ao destino. De misterioso, duas histórias que os guias contam a respeito de outros guias que viram sombras ou lustres a se mexer. Foi um tanto quanto decepcionante.

No terceiro dia a ideia foi visitar Stanford. Ao pisar naquele campus eu deveria estar com cara de quem acabou de realizar o sonho da casa própria depois de rodar o peão do Baú da Felicidade. Foi como se em algumas horas eu realizasse o meu sonho de infância de morar em um campus. Tudo é tão incrivelmente igual aos filmes, com as fraternidades e seus casarões dentro do campus, os jovens fazendo churrasco de boas vindas, brincadeiras no jardim, prédios com arquiteturas diversas. O campus conta também com tours guiados por estudantes que saem do Visitor’s Center, infelizmente chegamos um pouco tarde e não conseguimos encontrar o Visitor’s Center, mas valeu o passeio mesmo assim.

SONY DSC

Ainda em Palo Alto, na a rua principal que desemboca em Stanford, é possível encontrar lado a lado todos os tipos de comércio que você possa imaginar. Restaurantes, lojas, cafés tudo ao alcance de uma caminhada de 30 minutos do campus e a estação do trem que te leva tanto para San Francisco quanto San Jose fica em meio a Stanford e a rua principal facilitando a saída dos estudantes da região. Definitivamente vale a visita.

Anúncios

Leiloe a sua ideia :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s