Leitura Obrigatória do Leiloando

Sombras de um Verão – O Retorno de Tilly Bagshawe

Toda vez que me deparo com um novo livro carregando o nome de Sidney Sheldon um frenesi inexplicável toma conta de mim. E foi assim, mais uma vez, com Sombras de um Verão. Mesmo eu sabendo, como explicado no post sobre Anjo da Escuridão, como funciona a relação Tilly Bagshawe x Família Sheldon, alimento esperanças que Tilly vá chegar lá e agradar na narrativa. E então em dois dias e meio, terminei a leitura das 478 páginas da tradução para português.

foto-3

Sombras de um Verão (2013) conta a história de Alexia De Vere, que beirando os 60 anos alcança o terceiro cargo político mais importante da Grã-Bretanha, Ministra do Interior. Com uma carreira política cercada por ódio por parte dos cidadãos ingleses, adquiridas através de uma reforma no sistema presidiário iniciada por ela, Alexia sofre ameaças constantes, nunca se deixando abalar. A nova Dama de Ferro, como chamada pela imprensa, leva uma vida sem muitas turbulências, sendo o maior drama em sua vida a tentativa de suicídio de sua filha mais velha, que agora vive condenada a uma cadeira de rodas. Casada com um aristocrata britânico e tendo um filho playboy estudante a vida pacata de Alexia pode mudar completamente quando pessoas do passado, que ela havia conseguido enterrar durante boa parte de sua carreira, surgem para assombrá-la novamente.

Se com Anjo da Escuridão Tilly levou a narrativa erótica de Sidney a um nível completamente diferente, com Sombras de um Verão ela diminuiu os detalhamentos sexuais pra se ater única e exclusivamente ao suspense, e mesmo assim, não chegou lá.

Tilly vem se esforçando, mas ainda precisa trabalhar bastante. Os personagens principais não são como aqueles de Sheldon pelos quais nos apaixonamos e torcemos. Alexia De Vere poderia ter qualquer outra posição na trama, enquanto protagonista, infelizmente, nunca torci por ela. Além disso, personagens são ceifados da história deixando o leitor sentindo falta de um fechamento para aquela trama. Saber aproveitar a relevância de um personagem parece não ser o forte da autora, ela se arrasta com personagens desinteressantes e some com aqueles que poderiam providenciar um material completamente diferente e empolgante.

Não apenas certas tramas são completamente previsíveis, mas o livro chega a certos pontos que beira o tédio. A enrolação de Tilly para chegar a conclusões não é empolgante como os mistérios criados por Sheldon. Se fosse para escolher entre Sombras e Anjo, minha opinião seria que Anjo ainda é melhor, mas uma obra escrita pelo saudoso Sidney é melhor ainda.

Anúncios

7 comentários em “Sombras de um Verão – O Retorno de Tilly Bagshawe

  1. Desculpa perguntar é que eu li o livro anjo da escuridão e não entendi o final, aparece o final feliz em Marrocos e aí vem a ultima parte mostrado um homem morto em losangels? Quem é esse carlos? Obrigada

    1. Clarice, finais abertos, deixando você a pensar “nossa, mas essa bandida continua matando” ou ainda “nossa, mas não era aquele o assassino, era o fulano” foram a marca do Sidney Sheldon durante os anos em que ele escrevendo suas dezenas de obras. Esse final é justamente pra você pensar “poxa, mas então nada mudou”. Não tem bem uma explicação e possivelmente não terá continuação.

Leiloe a sua ideia :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s