Living LA

Motivos para meu blog andar às moscas

Como alguns de vocês já sabem há um mês me mudei para os Estados Unidos da América e diga-se de passagem, considero o fato de eu estar aqui o principal motivo para o país estar se encaminhando à miséria. Brincadeiras a parte, por incrível que possa parecer recebi alguns pedidos de “não abandone seu blog”, não apenas por parte de conhecidos interessados em notícias minhas, mas de pessoas que nunca vi na vida, que leem o Final Destination e, pasmem, GOSTAM.

Walk of Fame - BSB

Confesso que não estou tendo uma vida fácil na terra do Tio Sam, achei que fosse entrar em depressão umas semanas atrás de tanta tristeza me consumindo, mas foi durante uma dessas idas ao fundo do poço que recebi um e-mail lindo de um rapaz chamado Alyson Duarte, dizendo que gostava muito do que eu escrevia e era meu fã, quase chorei.

Durante os últimos 30 dias, além de ter sofrido com as malas caindo da escada rolante, venho passando horas dentro de ônibus – e mais algumas nos pontos, afinal o trânsito de LA é uma piada – pra estudar em Burbank. Então, quando me perguntam “como vai Los Angeles?” eu sinceramente não sei responder.

Moro em Sherman Oaks, que é um distrito de Los Angeles, mas estudo em Burbank e, apesar de muita gente achar que estou aqui de brincadeira, minhas aulas começam às 9h e vão até 19h, quando não vão até as 21h.

Moro com uma senhora que tem três gatos PERSAS, imaginem a minha felicidade ao ir comer uma maçã e dar por conta que apesar de ter lavado a dita cuja eu cai na besteira de enxugar minha mão em um pano de prato da cozinha que estava infestado de pelos que eu PASSEI A COMER JUNTO COM A MAÇÃ SEM PERCEBER.

Essa vem sendo minha vida. Ônibus, pelos, horas de aulas, cercada de chineses que eu mal compreendo, stalkeada por um cara da Arábia Saudita que acha que lugar de mulher é embaixo de uma burca, irritada com o Sol que aparece todos os dias em um céu sem nuvens – o que acarreta em pele extremamente ressecada, não tem hidratante no mundo que resolva o problema das minhas mãos, sem tempo para falar com ninguém no Brasil, com problemas de inglês – venho falando em português até com quem não entende, sem tempo pra ir ao cinema – que é o que mais me deprime no fim das contas, e sem histórias interessantes pro meu blog. O que aparentemente tem decepcionado meus fãs, que eu nem sabia que tinha!

Agradeço ao apoio de quem tenta levantar minha felicidade com frases de incentivo como “daqui uns meses melhora, você só precisa se acostumar”, sinceramente? Esse tipo de “ajuda” é tão encorajadora quanto aquela que todo mundo me diz quando eu reclamo de estar três anos solteira “quando você menos esperar aparece alguém”, agradeço se NUNCA MAIS escutar nenhuma dessas duas frases E SUAS VARIAÇÕES.

Esse foi meu desabafo, em breve um post sobre como é a vida na New York Film Academy, que leva o nome da Big Apple, alega ter o campus de másters em Los Angeles, mas na verdade fica em Burbank (que é a cidade onde fica localizado os Estúdios da Universal, da Disney e da Warner Bros., então nem dá pra culpar eles por falar o local divergente).

Anúncios

7 comentários em “Motivos para meu blog andar às moscas

  1. Leila, você é ótima!
    Você tem fãs sim, mas as vezes eles só te acompanham em silêncio (ok, hoje eu tive que comentar!)
    Sei como é a depressão de estar em um outro lugar, mas te falo: aguenta firme, não cede.

    Posso confessar que eu ri da sua maçã peluda? HAHAHAHAHA
    Acho que você deveria andar com seus próprios panos de prato por aí, nada não…

  2. MAÇÃ PELUDA!!!! WOW! Nunca imaginei q iria ouvir essas duas palavras juntas…. aconselho o mesmo da menina acima, ande com seus próprios panos de prato…
    E eu sei q é chato e cansativo pra caralho, mas vale a pena morar com a véia? Será q não rola ir pra outro lugar?
    Tô aqui num dormitório e, apesar de não ter banheiro nem cozinha privativa, conheci muita gente e eles q tornaram a Dinamarca menos chata…

  3. Boa Tarde Leila, gosto muito do seu blog :D,
    Fica tranquila (um dos conselhos que tu não queria mais ouvir está prestes a aparecer), mudanças assim são difíceis, mas eu sei bem do que estou falando, sai da minha casa aos 18 para 19 anos, e desde então tenho passado pouco momentos com meus familiares, não sei se essa parte da minha vida tu sabe, mas vou descrever brevemente aqui, passo as férias com meus familiares, mas o que seriam as férias sem oportunidades de viajar e conhecer novos lugares, poder realmente aproveitar as folgas. Então divido as férias entre ficar com meus familiares e poder aproveitar também um pouco. Com a rotina que tu descreveu, é realmente complicado, Para ficar “menos massante” tu teria que ter mais um pouco de tempo pra ti, marcar atividades com alguns amigos, descontrair, para se sentir mais confortável, mas isso demanda tempo. Outra opção seria ficar sem tempo para pensar em nada, ficar ocupada o dia todo sem intervalos comerciais, mas assim também não é fácil. Encontre a força que tu precisa pra “se virar nos 30” por aí, estar com os gringos estudando é sonho de muitos, e nada nessa vida é de graça… e mantém escrevendo, sei que meu pedido não vai somar na sua conta de pedidos de desconhecidos, mas fica tranquila, porque tu sabe que eu nunca li seu blog, (heheeh sinceridade :D), até hoje, continue mandando notícias suas aqui e no face. Bom vou deixar sugestões aqui, pode fazer um blog das suas trapalhadas diárias: MAÇÃ PELUDA (concordo com o comentário acima) hehehehe. Beijos pra ti. Foco, força fé and keep goofy!!

  4. Leila,li o teu blog HOJE,COMO SUA MAE,POSSO TE DIZER QUETODO COMECO,E DIFICIL MAS SE DEUS QUIZER.A tua vida vai melhorar.Nos sentimos saudades,voce também sente….mas sem arriscar ninguém consegue nada.e se Deus quiser melhores dias virao. e dar tempo ao tempo que tudo possa melhorar.beijos e abraços de sua mae que te ama e torce por você.

  5. Façamos da interrupção um caminho novo. Da queda um passo de dança, do medo uma escada, do sonho uma ponte, da procura um encontro!
    Força minha linda sobrinha!! Te amo.

  6. Leiloca, você é forte, você decidiu mudar de país por dois anos sem nem ter conhecido esse país antes, isso porque você tava indo atrás de um sonho seu.

    Acredito que é como dizem por ai, it gets harder before it gets better, so don’t give up.

    To aqui no Brasil (louca pra ir embora), mas to aqui pra você, mesmo que você não tenha muito tempo, quando tiver, quando precisar, “tamo junto”!

Leiloe a sua ideia :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s