Divagações

Autoriza o árbitro

Qualquer jogo do JEC é melhor que um da seleção brasileira. Sim, você leu corretamente. Estou comparando nossa idolatrada, salve, salve seleção a um time da série B do campeonato brasileiro, que tem lá seus altos e baixos na tabela.

Mas não me refiro a qualidade da “boleiragem”, muito menos aos craques. O JEC não tem um Hulk em campo, e nem mesmo o pipoqueiro Neymar, apesar de que o Lima vem caindo tanto quanto o menino prodígio do Santos.

Me refiro ao calor, me refiro a vibração, me refiro a animação da torcida durante o jogo.

No último 7 de setembro tive o prazer de finalmente realizar um sonho: assistir uma partida da Seleção Brasileira de Futebol em campo. Ao saber, em cima da hora, da partida Brasil x África do Sul, imediatamente intimei meus coleguinhas a me levarem ao Morumbi. Foi, talvez, uma mão divina. Se soubesse do jogo antes, e tivesse comprado o ingresso pela internet, possivelmente teria sido uma das últimas a entrar no estádio, afinal, comprar ingresso para a torcida visitante foi um tanto quanto fácil e rápido, levando em conta o tamanho da fila e a demora para a retirada dos ingressos comprados pela internet.

Esse tipo de evento apenas nos faz pensar em como será 2014…

Voltando ao meu sete de setembro. Logo após a compra dos ingressos – com uma vendedora muito da vagarosa, diga-se de passagem – nos encaminhamos para o portão de entrada. Mais vuco-vuco, mais preocupação com a Copa. A desorganização desses eventos é tão absurda quanto a quantidade de vezes que o Neymar cai em campo. Uma piada.

Finalmente encontramos nosso lugar, e aguardamos ansiosamente por 15h45. Em vão. O jogo foi atrasado em quase meia hora para que todos aqueles que compraram o ingresso – e ainda estavam na fila – pudessem entrar.

E então, finalmente, a emoção. Hino Nacional Brasileiro executado pela orquestra, um estádio inteiro cantando fora do ritmo, exatamente como na televisão. E quando finalmente “autoriza o árbitro”, silêncio.

Que decepção. Anos acostumada com Galvão Bueno e suas inesquecíveis narrações de jogos, recentemente acostumada com a torcida organizada do JEC a entoar cânticos e xingamentos ao longo dos jogos, eu estava lá, em meio ao completo silêncio. Gostaria de dizer que foi apenas decepcionante pelo péssimo jogo, repleto de erros, jogadores atrapalhados e oportunidades perdidas, mas não, o silencio me perturbou.

Claro, em dados momentos a animação se dava através de uma “ola” que dava voltas e voltas. Em alguns momentos acontecia o xingamento coletivo as caídas do Neymar, ou até mesmo o coro engrossava para pedir que Mano Menezes fosse embora, mas além disso, nada.

Engraçado um país, com inúmeras torcidas, com tanta ginga, com tanto samba na veia, ficar ali, observando um jogo de futebol como um europeu acompanha uma ópera. Fica a dica para a posteridade: vamos produzir uns bandeirões, adquirir uns bumbos verde e amarelo e invadir os jogos da seleção com a mesma felicidade em que se anima um jogo da série B. Vamos mostrar aos adversários o que é ser brasileiro. A gente não desiste nunca, e não é uma campanha péssima da seleção, com um técnico que está tentando tudo que pode, que vai nos desanimar, ou vai?

Anúncios

Leiloe a sua ideia :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s